Caros Leitores

"Sem a curiosidade que me move, que me inquieta, que me insere na busca, não aprendo nem ensino". A educação precisa tanto de formação técnica e científica, como de sonhos e utopias.
Sejam Bem Vindos!



████████████████████████████████████
████████████████████████████████████
████████████████████████████████████

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

"Corpo Negro" Grupo Cultural Afro - Brasileiro Apresentação Fêmix 1° Feira Mixta de Ituiutaba

Engraçado como a dança afro entrou na minha vida me lembro quando iniciei no mundo da dança foi com a dança afro que apreendi os primeiros passos, os primeiros movimentos, foi quando eu estava começando a ter noção de mundo, de ser humano, ela entrou na minha vida não foi somente para eu poder dançar e mostrar minha cultura mais também para formar em mim a minha personalidade, com ela eu aprendi varias coisas ex: de onde eu vim, qual foi o processo que me fez chegar até aqui, por que que existe tantas coincidências de cores, comidas, gostos com alguns elementos da natureza, eu me lembro que eu não sábia nem dar dois passos para o lado, meu corpo era duro, até porque eu não tinha pessoas na família que mexia com a dança e nem era nascido nela ... Mais como os ensaios eram mágicos posso confessar que eu sentia a dança afro entrar nas minhas veias, na minha alma, eu não fazia a aula por fazer ou por gostar eu tinha prazer em tudo, era uma energia que hoje sempre quando freqüento algum curso ou até mesmo vejo alguém dançando a dança afro não sinto, eu sempre digo aos meus alunos do “Corpo Negro” vocês não precisam ser dançarinos, não precisam fazer belos movimentos, mas precisam se entregar de corpo e alma para conhecer o significado que a dança afro tem. E baseando nisso nessa apresentação que o “Corpo Negro” Grupo Cultural Afro Brasileiro fez foi uma das poucas apresentações que eu senti os meus alunos tão bem interagidos, como eles estavam ... o processo de conhecimento da cultura africana para mim se iniciou apartir dessa apresentação, nesse dia não estavam todos os componentes do Corpo Negro, mais eles fizeram o diferencial, o palco que tinha para apresentar era muito pequeno, não dava para eles fazer a coreografia como teria que ser feito, daí sugeri que fizessem no chão, sempre ensino para eles que um dançarino ou artista não precisa estar em um palco enorme do tamanho do Maracanã, mais precisa fazer o público sentir emoção, precisa fazer o público vibrar, se envolver e nesse dia eles estavam em pleno cimento ou melhor “asfalto” mais eles encantaram não tiveram problema nenhum de usar os 3 planos: baixo, médio e alto fizeram com muita tranqüilidade ... Eles estão cada dia melhor ... e eu não tenho preocupação se vão demorar 1 mês ou 10 anos para ter consciência do valor que eles tem como negro e da responsabilidade que eles tem de representar bem o
nosso povo!!! O importante é que eles reconheçam isso um dia.






















video

Nenhum comentário:

Postar um comentário