Caros Leitores

"Sem a curiosidade que me move, que me inquieta, que me insere na busca, não aprendo nem ensino". A educação precisa tanto de formação técnica e científica, como de sonhos e utopias.
Sejam Bem Vindos!



████████████████████████████████████
████████████████████████████████████
████████████████████████████████████

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Projeto PEAS Extensão Capinópolis – MG leva o público ao delírio com a peça teatral: Sonhos da Vida Real.

Com o tema: Mundo do trabalho e perspectiva de vida os alunos da Escola Estadual Governador Juscelino da cidade de Capinópolis – MG levou toda a platéia ao grande delírio um êxtase de emoções.
Ao longo de 4 meses o Projeto GDPEAS que tem o objetivo de: Promover o desenvolvimento pessoal e social de jovens de escolas estaduais, por meio de ações de caráter educativo e participativo, focalizada nas questões relacionadas à afetividade e sexualidade, juventude e cidadania, mundo do trabalho e perspectiva de vida, tendo o protagonismo como eixo norteador das ações.
Os alunos tiveram conhecimento teórico e pratico das oficinas interdisciplinares de teatro e dança, executando exercícios de: Percussão Corporal, Dramatização Teatral, Leituras Contos e Fábulas, Postação de Voz, Seqüência Rítmica, Expressão Corporal, Lateralidade, Percepção Espacial, Desenvolvimento Corporal e artístico entre outros.
Para mim “Gustavo Júnior” desde o primeiro contato com os alunos dessa escola e com toda a equipe que esteve por traz de projeto em especial a Coordenadora Sônia, eu nunca tive dúvida do tamanho sucesso que seria à apresentação da peça: Sonhos da Vida Real, foi sensacional mais essa experiência na minha vida, meu coração enche de alegria por perceber que eu consegui de fato passar para os meus alunos o principal objetivo da arte que na minha opinião é: “A TRANSFORMAÇÃO” a cultura, arte tem
objetivo de transformar, modificar acrescentar algo positivo que faça o aluno enxergar um mundo e caminhos diferente para sua vida.
Essa peça foi baseada na vida real dos alunos onde fizemos laboratórios conhecendo de perto a realidade de vida de cada criança e jovem que compunha o corpo do espetáculo: Sonhos da Vida Real.
No primeiro ato contamos um pouco da ganância de certas pessoas por achar que o dinheiro compra tudo, alimenta o mundo, com o personagem CAPITAL – aquele que se acha o maioral, universal, aquele que não acredita em valores, dignidade respeito com o próximo e a si mesmo, ele briga com outro personagem o TRABALHO – aquele digno de tudo que possui, pois todos os seus bens é fruto do seu próprio suor, totalmente contrário do Capital que se acha universal por estar em Tókio, Nova York, por ter o poder de quebrar todas as bolsas de valores. COOPERATIVISMO entra em cena para celebrar a paz entre o dois, para unir e mostrar que ambos depende um do outro, sem trabalho não há dinheiro e sem dinheiro não há trabalho mesmo que seja o mais sujo que for, esse primeiro ato tenta levar a platéia a mera reflexão de que ter dinheiro não basta, precisa ter humildade, ética, caráter e moral.
O Segundo ato foi sublime o público presente foi tocado varias vezes por grandes emoções, iniciamos mostrando o trabalho no campo, nas lavouras, a vida dos trabalhadores rurais, lavadeiras, plantadoras e foquei também o trabalho domiciliar com garotas ainda jovens.
Desperta o desejo em um trabalhador rural ainda jovem de ir jogar futebol e ser reconhecido por todo país, ele contracena com sua mãe uma lavadeira sem estudos e sem objetivo de vida que tenta convencer o jovem a desistir dessa idéia de se tornar um grande jogador de futebol, ele não segue os conselhos de sua mãe e vai atrás de seus sonhos. A lavadeira cuida de 1 casal de filhos sozinha! sem o apoio do pai, ela dúvida que ele chegue ao menos na porteira da pequena fazenda que eles moram, duvida da sua capacidade, mas é surpreendida pois ele segue rumo ao seu sonhos. Nesse leque de sonhos ele inspira sua irmã, uma garota de 15 anos que cuida de casa enquanto sua mãe lava roupas em outras fazendas, arruma, lava, passa, varre, cuida de 8 passarinhos e reclama do cocô do cachorro, a se tornar uma grande modelo uma pessoa de sucesso que brilha no mundo da moda, então sua mãe fica maluca com a perda dos dois filhos que tiveram essa idéia maluca de sair de uma cidadezinha e ir em busca de seus sonhos em São Paulo, ela vai atrás do seu irmão encontra – o a tempo, passam por grandes dificuldades, sofrimentos, e até fome. A coreografia que os incentiva a lutar entra em palco, todos de branco trazendo força, garra e perseverança, após tanto sofrimento eles lutam, estudam, até conseguir se tornar um grande jogador de futebol, e uma excelentíssima e brilhante Top Model. Belíssima obra! Vamos nos preparar para as próximas que virão.






















3 comentários:

  1. Prezado Gustavo. Parabéns a você, à Sônia e a todo o grupo (professores e alunos) pelo trabalho. Vejo muita competência, vontade de fazer e participar, dedicação. Mariano Alves. (Orientador assistente do Peas Mundo do Trabalho e Perspetivia de Vida)

    ResponderExcluir
  2. ee isso que e um trabalho bem feito ai eu vejo energia,dedicação,e força de trabalho.parabéns gustavo pela sua força de vontade ai vc vai longe leve esse titulo aonde vc for que vc ai consequi e vc vai muito muito + além disso.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pessoal! Pelo carinho e participação no meu blog. Continuem sempre as visitas!!!

    ResponderExcluir